Variedades de Abacaxis

Todas as variedades de abacaxi cujo interesse é o fruto, seja para consumo in natura ou para processamento, pertencem à espécie Ananas comosus var. comosus. Alguns clones de ananas são cultivados para produção de fibra ou para fins ornamentais. Recentemente, houve grande incremento nestas formas de utilização.

A variedade de abacaxi predominantemente cultivada no mundo é a Smooth Cayenne, responsável por cerca de 70% da produção mundial de abacaxi. Contudo, outras variedades como Singapore Spanish, Queen, Red Spanish, Pérola e Perolera são muito cultivadas e difundidas em nível mundial (Leal, 1990).

A EMBRAPA, vem pesquisando e melhorando a espécie há mais de 25 anos no país focando na resistência à fusariose (principal doença da cultura do Abacaxi) e em plantas sem espinhos de fruto doce. Após muitos anos de pesquisa a EMBRAPA chegou nestas variedades:

BRS IMPERIAL (2004)

A cultivar de abacaxi BRS IMPERIAL é indicada para plantio em regiões adequadas à abacaxicultura, especialmente onde a fusariose é fator limitante para a produção. Além de ser resistente à fusariose, a planta tem porte médio e apresenta folha de cor verde escuro, sem espinhos nas bordas. O fruto é pequeno, cilíndrico, casca de cor amarela na maturação. A polpa é amarela, com elevado teor de açúcar e acidez moderada. Apresenta peso médio do fruto sem a coroa de 1,670g e tamanho médio de 18,5 cm. Tem por diferencial as folhas completamente lisas e resistência ao escurecimento interno do fruto. Esta característica contribui para que o abacaxi Imperial seja uma cultivar mais adequada para a exportação e tenha boa aceitação no mercado internacional. Os frutos obtidos podem ser destinados para o mercado de consumo in natura e para a industrialização.

BRS AJUBÁ (2006)

O BRS AJUBÁ é um cruzamento entre o Perolera e o Smoot Cayene com comportamento resistente à fusariose e outras características interessantes. Seu fruto de acidez moderada tem características que o qualificam tanto para consumo in natura quanto para industrialização.

O BRS AJUBÁ é recomendado para plantio na região do Litoral do Rio Grande do Sul, especialmente no vale do Uruguai, onde a cultivar foi avaliada durante três ciclos e produziu frutos maiores do que os produzidos pelo Pérola na região de Terra de Areia. Alguns plantios já foram feitos em regiões quentes com resultados também muito favoráveis, demonstrando ser uma cultivar muito adaptável em termos climáticos.

BRS VITÓRIA

A cultivar de abacaxi BRS VITÓRIA é uma variedade de abacaxi resistente à fusariose. Apresenta formato cilíndrico, folha de cor verde claro, sem espinhos nas bordas. Sua casca apresenta cor amarela na maturação. O fruto tem polpa branca, com elevado teor de açúcares e excelente sabor nas análises químicas e sensoriais, sugerindo que suas características relativas à acidez (0,8%) são superiores às do abacaxi ‘Pérola’ e ‘Smooth Cayenne’, tendo ainda uma maior resistência ao transporte e em pós-colheita, o que pode facilitar a sua adoção pelos produtores e ter a preferência dos consumidores. Apresenta peso médio do fruto sem coroa de 1,420g. Os frutos obtidos podem ser destinados ao mercado de consumo in natura e para a agroindústria. Esta cultivar é um híbrido resultante do cruzamento da cv. Primavera com a cv. Smooth Cayenne.

IAC FANTÁSTICO

É uma nova cultivar de abacaxizeiro mais produtiva e moderadamente resistente à principal doença da cultura no Brasil, a fusariose (ou gomose). Foi desenvolvida pelo Centro de Recursos Genéticos Vegetais do instituto Agronômico de Campinas (IAC).

Sem espinhos nas folhas, tem fruto de tamanho mediano, formato intermediário entre Smooth Cayenne (seu “avô”) e Pérola (cultivares comerciais mais utilizadas no Brasil), polpa doce (brix médio maior que 16 graus), é pouco ácida e de coloração amarela intensa. Saborosa, deverá ser muito apreciada in natura, mas também pode ser industrializada.

PÉROLA

Também conhecida, como PÉROLA Branco, ou PÉROLA de Terra-de-areia. Caracteriza-se por apresentar plantas eretas, folhas longas com espinhos, pedúnculos longos, numerosos filhotes e poucos rebentões. Suscetível à fusariose e à cochonilha, porem menos que a Smooth Cayenne.

O fruto é um pouco menor que o pérola tradicional, porém seu tamanho é compensado pelo sabor do fruto. Tem casca amarela, polpa branca, levemente ácida, suculenta, saborosa. O fruto tem um peso médio entre 700 a 900 g com coroa.

Popularmente conhecido como abacaxi de “porção única” por ser um fruto que pode ser consumido de uma só vez após descascado.

O Abacaxi PÉROLA é o mais tradicional porém existem em todo o país diversas variações e formatos e sabores que são adaptações regionais da cultivar. Este em especial é uma adaptação do norte do RS de uma região nacionalmente conhecida pela qualidade e sabor do seu fruto.